Defesa de dissertação de mestrado

Mestrando(a): Maria Marta Morra Tomé
Título: ECO(RE)EXISTÊNCIA: o elemento natural como expressão da força e do gesto político na arte de Frans Krajcberg
Data: 22/09/2020
Horário: 09h
Local:  Webconferência – Link: https://conferenciaweb.rnp.br/webconf/carlos

Banca Examinadora: 
Orientadora: Gaspar Leal Paz (PPGA/UFES)
Examinadora interna: Raquel de Oliveira Pedro Garbelotti (PPGA/UFES)
Examinadora externa: Rosana Lúcia Paste (DAV/UFES)

Resumo
Frans Krajcberg (Polônia,1921 - Brasil, 2017) foi um artista exponencial e sua arte original e sui generis manteve a indignação como leitmotiv – viveu inconformado com a destruição da natureza, atuando como ambientalista/ecologista. Esta pesquisa considera a questão da ressignificação, a própria (re) existência do artista, em face a violência nazista e as vicissitudes do degredo. A investigação apresenta a proposta e os resultados dos processos e experiências de um artista que buscou viver um naturalismo integral. Sua atuação na arte, seus manifestos e campanhas, suas denúncias e atos políticos, além da ética e da responsabilidade com a vida, e do desprendimento com seu patrimônio, gritam sobre questões de ordem social, econômica, cultural, ambiental, humanitária e moral, que são pautas planetárias. Diante dessas problemáticas, busca-se apresentar, por meio da trajetória de Frans Krajcberg, as evidências de uma nova existência, evidenciada na harmonia e no respeito à natureza. No aprofundamento teórico, crítico e poético foram elencadas questões nodais para identificar, revelar e analisar essa eco(re)existência krajcberguiana. 

Palavras-chave: Krajcberg; Arte; Natureza; Ressignificação; (Re) existência.

Tags: 
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910