PRÁTICAS SOCIAIS: OUTRAS FORMAS DE SER ARTISTA

Nome: Piatan Lube Moreira
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 06/12/2016
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Aparecido Jose Cirilo Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Aissa Afonso Guimarães Examinador Interno
Aparecido Jose Cirilo Orientador
Isabel Maria Sabino Correia Examinador Externo

Resumo: Escrevemos a arte em um novo patamar e relação criativa, destacadas
recentemente suas apuradas metodologias de ação e recepção: relacionais,
participativas, comunitárias, sociais, anti-mercadológicas e transdisciplinares.
Temos como matéria originária de pesquisa a cooperação e a colaboração entre artistas e usuários da obra de arte no seu processo de criação. Assim, há os redimensionamentos dos fundamentos que a constituem, outras redes de
relações e de potencialidades poéticas. Uma nova construção do ser artista é
posta em prática em obras ao redor do mundo pós-1960, no surgimento de novos
caminhos engajados da Arte com a vida em ganchos teóricos que contemplam
práticas como Arte Baseada em Comunidades, Arte Socialmente Engajada, Arte
Colaborativa, Prática social... Enfim, estamos diante de uma outra postura
criativa e existencial da arte e de seus lugares na realidade do planeta, em que
suas potências de sociabilidade surpreendem: Outras formas de ser artista
expõem processos criativos refletidos do artista pesquisador com parâmetros e
pêndulos de outros artistas, ao longo da história da arte, dinamizadas em uma
teia de condutas e obras empenhadas em prática sociais, e do artista para além
do ente biograficamente constituído. Dois importantes trabalhos, Entre
saudades e guerrilhas e Tabebuias: cozinhas experimentais, impulsionam esta
pesquisa com descrições de processos criativos vividos pelo autor, nos quais as
comunidades interferem no resultado final das obras. Os conceitos que
permeiam esta dissertação são instrumentos da dinâmica de transformação na
própria tradição da arte, com elementos propositivos dialógicos e extremamente
coletivos. Elegemos o termo “Prática social”, atribuído por Helguera para
determinar os trabalhos aqui apontados com novas gamas de entendimento da
arte e sua força comunitária. Palavras-chave: Prática social. Arte Socialmente Engajada. Arte Colaborativa. Arte contemporânea. O artista.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910