Convite ao caminhar: o lugar do encontro de Hélio Oiticica e Martin Heidegger

Nome: Raquel Baelles Pimentel Mattedi
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 24/04/2009
Orientador:

Nome Papelordem decrescente
Almerinda da Silva Lopes Co-orientador
Carla Costa Pinto Francalanci Orientador

Banca:

Nome Papelordem decrescente
Almerinda da Silva Lopes Coorientador
Sonia Salzstein Goldberg Examinador Externo
Aissa Afonso Guimarães Orientador
Carla Costa Pinto Francalanci Orientador

Resumo: Desenvolve uma tese sobre pontos em comum entre o pensamento de Martin Heidegger e a invenção dos trabalhos de Helio Oiticica. Esses nexos se estabelecem no tocante à questão do espaço e se dão, especialmente, nas propostas de Helio Oiticica intituladas Penetráveis. Na execução desses trabalhos,
há uma confluência de pensamentos e de questões longamente analisadas e desenvolvidas em textos de Martin Heidegger, a saber, o lugar do homem no mundo, a experiência como caminho para a descoberta ou o desencobrimento do mundo tal como ele se dá, bem como o caminhar como experiência que propicia essa descoberta. Entende-se a ação obstinada de Helio Oiticica em construir lugares para criação do espaço, criação da experiência, de possibilitar um habitar poético, como uma tentativa de despertar o homem de uma espécie de sono cotidiano e colocá-lo no acontecimento das coisas, no mundo.
Desenvolve-se este trabalho em três capítulos, nos quais se trata cronologicamente a produção de Helio Oiticica, a partir de sua experiência com o Grupo Neoconcreto, até o momento em que realiza os Penetráveis e os Projetos Ambientais que contam com a participação deles. Atendo-se mais demoradamente a essa série de trabalhos, tanto aos Penetráveis construídos em escala humana quanto às maquetes, aponta-se especialmente para a busca do espaço no trabalho do artista, mostrando como sua obra foi libertando-se, ganhando asas e encaminhando-se no e para o espaço.
Com a construção desses lugares de experimentação, o artista cria espaços de possibilidade de reencontro do homem com o seu próprio, trazendo para sua obra
uma prática de pensamento que se dá no caminhar, no estar, no viver e no experimentar fenomenológico.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910