A PÓETICA DO TEATRO URGENTE: NO EIXO DO TEATRO PÓS-DRAMÁTICO

Nome: Marcelo Ferreira da Silva
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 29/06/2018
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Angela Maria Grando Bezerra Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Angela Maria Grando Bezerra Orientador
Cassia Navas Alves de Castro Examinador Externo
Erly Milton Vieira Junior Examinador Interno

Resumo: A pesquisa inaugura uma reflexão sobre a Poética do Teatro Urgente, revelando sua genealogia, dimensões conceituais e referências assimiladas principalmente das artes visuais e audiovisuais num procedimento que se aproxima do teatro pós-dramático, conceito formulado pelo dramaturgo e teórico alemão Hans-Thies Lehmann ao se referir aos processos cênicos multifacetados que caracterizaram o teatro dos anos 70 aos 90 do séc. XX. Essas proposições cênicas situam-se entre linguagens como artes plásticas, música, dança, cinema, vídeo, performance e novas mídias. Apresento como estudo de caso uma incursão aos bastidores e às estratégias de montagem das obras Um Corpo que Cai (2014) e Crash, Ensaio sobre a Falência (2015), do repertório do Teatro Urgente, que foram selecionadas devido à diversidade de soluções estéticas que as inserem na composição de um teatro performativo cujo cerne se daria no corpo do ator.
Palavras-chave: teatro; performance; pós-dramático.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910