MATERIALIDADE E CONFLITO: visões sobre corporalidade e o objeto artístico por três artistas latinoamericanas. Janine Antoni, Teresa Margolles e Doris Salcedo

Nome: Monica Elisa Contreras Godinez
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 09/05/2017
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Aparecido Jose Cirilo Orientador
David Ruiz Torres Co-orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Aparecido Jose Cirilo Orientador
David Ruiz Torres Coorientador
Erly Milton Vieira Junior Examinador Interno
Isabel Maria Sabino Correia Examinador Externo

Resumo: Esta dissertação tem por objetivo trazer a tona uma reflexão sobre a produção
artística contemporânea em três artistas latino-americanas, especificamente Janine Antoni (Bahamas, 1962- ), Teresa Margolles (México,1963- ) e Dóris Salcedo (Colômbia 1958- ), artistas que procuram uma exploração da noção de corporalidade por meio da análise de alguns processos esculturais-objetuais em produções artísticas que parecem trabalhar de maneira a repetir ou sugerir fatos, embora evitam a representação realista e que têm um interesse como obra de protesto. As três artistas utilizam a presença corporal em sua relação com o real apresentado. A repetição ou impressão é o que retorna, não é o fato original, mas sim, à sua sombra, sua memória. É no encontro com ela que se produz no sujeito um estranhamento, uma ansiedade e angústia traumática que parecem permitir sair do cotidiano e cogitar outras possibilidades de viver no mundo. Os resultados revelam as obras como testemunhas de processos vivenciais que permitem uma revisão de diferentes estados da poética corporal envolvida com a problemática de índole política.
Palavras chave: Arte corpo, Janine Antoni, Teresa Margolles, Dóris Salcedo,
memória, materialidade.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910