ALEX VALLAURI: graffiti e a cidade dos afetos

Nome: Katler Dettmann Wandekoken
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 13/01/2017
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Angela Maria Grando Bezerra Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Angela Maria Grando Bezerra Orientador
Gaspar Leal Paz Examinador Interno
Leila Aparecida Domingues Machado Examinador Externo

Resumo: Esta dissertação apresenta a trajetória artística de Alex Vallauri – considerado o precursor do graffiti no Brasil. Como ponto de partida, analisamos os precedentes históricos do graffiti contemporâneo e traçamos uma breve historiografia sobre a primeira geração de grafiteiros da cidade de São Paulo a partir de revisão bibliográfica e depoimentos de áudio e vídeo. Na sequência, a obra de Alex Vallauri é analisada em agrupamentos das diferentes técnicas e suportes exploradas, desde as gravuras realizadas no Porto de Santos no final da década de 1960, passando pelas apropriações, carimbos, estêncil, livros de artista, até a instalação ‘Festa na Casa da Rainha do Frango Assado’, apresentada na 18ª Bienal Internacional de São Paulo. A pesquisa também aprofunda a investigação sobre a Pop Art e o Kitsch na produção artística de Vallauri. Por fim, propõe-se uma abordagem teórica sobre a relação do graffiti com a cidade e os transeuntes a partir dos conceitos de afeto e cidade-corpo.
Palavras-chave: Alex Vallauri; Arte Contemporânea; Graffiti; Cidade; Kitsch.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910