USOS DO HIPER-REALISMO SONORO
NO CINEMA BRASILEIRO DE FICÇÃO CONTEMPORÂNEO:
ANÁLISES DE O SOM AO REDOR (2012) E MAR NEGRO (2013)

Nome: Felipe Mattar Ferraço
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 31/08/2016
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Erly Milton Vieira Junior Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Angela Maria Grando Bezerra Examinador Interno
Erly Milton Vieira Junior Orientador
Rodrigo Octavio D'Azevedo Carreiro Examinador Externo

Resumo: O trabalho apresenta o estudo acerca das influências do hiper-realismo sonoro no cinema contemporâneo brasileiro. Para isso, buscou-se estudar as relações entre o homem e o som no seu cotidiano e a experiência sonora no cinema. Identificar como, quando e onde surgiu essa estética hiper-realista no tratamento sonoro no cinema contemporâneo e buscar suas características e implicações na construção do espaço sonoro dos filmes. Por fim, analisar os
filmes O Som ao Redor (2012), de Kleber Mendonça Filho, Mar Negro (2013) e de Rodrigo Aragão, onde são abordadas questões acerca do hiper-realismo sonoro, som dentro e fora de tela, presença dos ruídos, música e o conjunto do som com a mise en scène.
Palavras-chave: 1. Cinema. 2. Realismo no cinema. 3. Cinema – Sonoplastia. 4. Som. 5. O Contemporâneo.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910